PAGINAS

quarta-feira, 27 de junho de 2012

DOGMAS




Certo dia Mara, o deus da maldade e da ignorância, viajava pela India rodeado dos seus ajudantes. Em determinado  moment, o grupo passou por um homem de evidente bondade, cujo rosto brilhava iluminado por um luz interior. Assustados,os demônios menores perguntaram a Mara:

"O que aquele homem encontrou dentro de si, de modo que seu rosto está cheio de paz?"
"Uma verdade importante", respondeu o demônio-chefe com alguma tranquilidade.
"E você não tem medo disso, Mara?"
"Não, porque há grandes probabilidades de que aquela verdade se transforme numa crença"

terça-feira, 12 de junho de 2012

TRANSMUTAÇÃO


ESTE TEXTO EU ENCONTREI NO BLOG DE MARIA AFONSO SANCHO MAS É UMA MATÉRIA QUE SAIU NA REVISTA PLANETA DE MAIO DE 1993. 






Louis Kervran - TRANSMUTAÇÃO




TRANSMUTAÇÃO DE PROTEÍNAS EM HIDRATOS DE CARBONO E VICE VERSA
Traduzido por Rui Rato
Revista Principe Unique nº 115/ Novembro de 1979
Louis Kervran encontrou uma coisa interessante a propósito do azoto que se encontra dentro da proteínas e é indispensável a todos os animais.Uma parte de azoto que ingerimos sobre a forma de proteínas pode ter dois destinos :1º Encarcerado dentro das células.2º Excretado e a sua taxa de excreção mantém-se todos os dias.Louis Kervran observou que quando suprimimos as proteínas. E quando temos uma alimentação sem azoto, encontramos sempre proteínas, dentro do organismo, portanto existe uma formação de azoto a partir de outras substâncias.Por exemplo dando unicamente hidratos de carbono sem nenhum N:C(H20)3, encontramos sempre na urina N(azoto),esta formação se faz no intestino.Ele fez uma segunda experiência, com uma alimentação exclusivamente azotada, e constatou a mesma taxa de excreção. Aqui existe o desaparecimento de N(azoto), então no primeiro caso existe N(azoto) sem este ser importado e aqui constatamos uma transmutação de numa outra substância: Hidratos de Ca. C e O. Portanto uma vez existe um aumento de azoto do nosso corpo e outra vez exsite o desaparecimento de azoto do corpo.Porquê?Louis Kervran não sabia como explicar isto. Ele procurou muitas soluções, mas não foi capaz de explicar a verdadeira causa.O nosso corpo é semelhante a um ciclotron que transmuta os elementos com uma explosão, mas dentro do nosso corpo, isto se faz sem explosão, sem nenhum barulho. Como uma tal maravilha se produz dentro do nosso corpo? A transmutação faz-se ao nível do sangue, dentro da hemoglobina. E os intestinos são a parte mais importante. No Japão no verão, nós deixamos os pés e a cabeça nus, mas não os intestinos…. Aqui nós comemos gelados, sumos de fruta gelados, etc.. O frio enfraquece os intestinos, sobretudo ao nível da hemoglobina. A nossa hemoglobina pode transformar não importa o quê, os átomos também, portanto mais fácil ainda transformar proteínas gorduras e hidratos de carbono.Com sol, água e ar, nós podemos viver sem comer e beber. Vocês conhecem o caminho de Lao-Tseu 

PEGADAS DE STANISLAV GROF

                                       UM MUNDO DE ILUSÕES





"Quando todos os limites se dissolvem e nós os transcendemos, podemos ter a experiência de identificação com a própria fonte criativa, sendo na forma de Consciência Absoluta ou de Vazio Cósmico. Assim descobrimos que nossa verdadeira identidade não é o eu individual, mas o Self universal".



"Uma das importantes tarefas na jornada espiritual é ser capaz de ver o divino não somente no extraordinário e comum, mas também no inferior e feio"




"Os dogmas e as atividades das religiões dominantes tendem a obscurecer o fato de que o único lugar onde a verdadeira espiritualidade pode ser encontrada é dentro da psique de cada um de nós. Na pior das hipóteses, a religião organizada pode funcionar como um grave impedimento e qualquer busca espiritual séria, em vez de ser uma instituição que pode nos ajudar a conectar-nos com o divino".




"A extensão e o grau do livre-arbítrio que temos enquanto protagonistas nos diferentes níveis do jogo cósmico diminuem com a descida da consciência do Absoluto para o plano da existência material e aumentam no percurso da jornada espiritual de retorno".



quarta-feira, 6 de junho de 2012

PEGADAS DE GANDHI





"Não me considero digno de ser citado na mesma categoria dos profetas. Eu sou apenas alguém que busca a verdade. Estou ansioso para compreender a mim mesmo para alcançar o moksha (libertação espiritual) nesta existência".


"Para alcançar o meu objetivo, não preciso buscar refúgio em uma caverna. Eu carrego uma em mim se sou capaz de reconhecê-la".




"Eu quero viver em paz com o  amigo e com o inimigo. Mesmo que um muçulmano, um cristão ou um hindu me despreze ou me odeie, eu quero amá-lo e servir a ele, como amaria a minha mulher ou o meu filho, mesmo que eles me odiassem".


"Yajna (sacrifício) significa um ato voltado para o bem estar dos outros, realizado sem que se deseje qualquer recompensa por ele, seja de natureza material ou espiritual".



"Considerando também o ponto de vista de ahimsa (não-violência), não é Yajna sacrificar animais inferiores, mesmo com intuito de servir a humanidade".


"Toda ação que não se pode enquadrar na categoria de Yajna promove servidão".


"Para mim, as diversas religiões são belas flores do mesmo jardim, ou galhos da mesma majestosa arvore. Por isso, são igualmente verdadeiras, embora sejam recebidas e interpretadas através de instrumentos humanos igualmente imperfeitos. É impossível para mim aceitar a ideia de conversão da maneira como é concebida hoje na Índia e em qualquer outra parte do mundo. Esse conceito é um erro que talvez seja o grande impedimento para a obtenção da paz mundial".



                                                                            Mohandas Karamchand Gandhi


(que detestava ser chamado de Mahatma, "grande alma")