PAGINAS

sábado, 6 de outubro de 2012

CIDADANIA






CIDADANIA

Dizem que votar é ato de cidadania,
Para os pobres brasileiros que de tudo faz mania,
E votam em dois turnos como se fossem campeonatos,
Nos mesmos políticos de sempre, enroladores natos.

Dizem que ser castrado de liberdade é cidadania,
Assim ninguém perde sua suada hegemonia,
São sempre as mesmas lacraias no poder,
Porque é cidadania do povo merecer.

Com urnas eletrônicas é mais difícil anular,
Quando é tudo eletrônico não tem como burlar,
E muitos tendo mais chances de errar,
Festa para os políticos, mais chances de ganhar.

Cidadania é estar insatisfeito com a corrupção,
Saber que nada muda em toda eleição,
Mudam as caras safadas todos os anos,
Educação, saúde, segurança, moradia são seus planos,
E o Brasil continua sendo colônia há mais de 500 anos!!!

Acorda Brasil!!!

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

O POÉTICO LIVRO DAS MUTAÇÕES - GRANDES POSSES





GRANDES POSSES

O mendigo que caminhava com a lanterna,
Sempre trazia uma palavra amiga e terna,
Às vezes tentava iluminar lugares obscuros,
Onde a luz não chegava, por trás dos muros.

Mas nada trazia a não ser sua luz,
Nada de posse e riqueza, apenas a cruz,
E os que se aproveitavam da iluminação,
Conseguiam ver no meio da escuridão.

Qual é a verdadeira riqueza que podemos ter?
Qual é a verdade que deveríamos ver?
Aonde o homem quer chegar, em seu caminhar?
Será que não está andando no mesmo lugar?

As cortinas podem se abrir,
Os véus ocultos podem ruir,
E o que tem do outro lado do véu?
Apenas com a lanterna o homem enxergará o céu.

Possuir a vida ou ser possuído?