PAGINAS

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

UM


UM


Um único absoluto, de onde surge o ponto inicial,
Um caminho, uma rota, uma reta, um sinal,
Um desejo, um erro, uma morte, um mal,
Um homem, uma mulher, um pecado virginal.

E surge a pergunta para uma resposta,
Surge a idéia na mesa posta,

Um Deus, um Salvador, um para “pegar pra Cristo”,
Um espírito, uma alma, um algo pra sentir que existo.

Uma palavra, um poder, um momento no tempo,
Um passado, um futuro, e o presente eu represento,
Uma vida, uma morte. Qual será a minha sorte?
Um que vai, outro que vem, é preciso ser forte.

Um amor, uma flor, uma outra idéia,
Uma mente, uma ilusão, uma formiga na colmeia,
Um ato, um gesto, um tom, um momento em mim,
Um começo, um instante, um fim.