PAGINAS

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

CRÔNICA DE CRONOS - NÃO QUEREM QUE SAIBAMOS

NÃO QUEREM QUE SAIBAMOS

http://4.bp.blogspot.com/_9nNsDjmKu3A/S8AVnrX7m_I/AAAAAAAABMM/-NBKwAXkxlM/s1600/Apep_1.jpeg



  Vem da antiguidade perdida no tempo e dos museus empoeirados e esquecidos, um estudo muito sério em relação aos movimentos da Terra e de seu polo magnético, relacionado com as estrelas polares. 
  Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, existem mais de uma. Na realidade são 6. De acordo com os estudos realizados desde o antigo Egito, onde se falava sobre o Zep Tep ( O Novo Começo). Existe um ciclo de 26 mil anos, no qual a Terra completa toda uma mudança de eixos retornando à estrela inicial. Não há uma explicação (ou talvez tenha) para que o polo da Terra mude de lugar e siga a direção de uma estrela. O fato é que, a cada 4.320 anos o polo muda de lugar, causando grandes transformações no globo terrestre e em suas populações e tipos de vida. As estrelas são Polaris na constelação da Ursa Menor, Alpha Draconis na constelação de Draco, Eta Hercules na constelação de Hércules, Vega na constelação de Lira, Deneb na constelação de Cygnus e Alfirk da constelação de Cepheus. Não me aprofundarei mais sobre estes estudos por ser algo meio extenso, mas quem se interessar, veja:

  O que não querem que saibamos é que um destes ciclos está no fim e que podemos sentir e observar, se tivermos um pouco de senso do óbvio.

http://msalx.veja.abril.com.br/2014/08/08/1956/pe6Cx/urso-polar-geleira-gettyimage-original.jpeg?1402458860


  Se o eixo está mudando de lugar, as geleiras do polo norte se derretem. Os locais próximos ao antigo polo estarão mais frios e úmidos, os ventos modificam sua força. O equador antigo torna-se uma zona temperada e o que era a antiga zona temperada torna-se mais quente, criando novos desertos, devido à falta de água e à incapacidade das pantas e seres vivos locais conseguirem se adaptar. A falta de água em lugares que antes chovia normalmente é o início desta mudança polar. No sul, percebemos o mesmo efeito causado ao norte. Forte chuvas e ondas de frio, chegando nevar onde não era comum.

http://imagem.band.com.br/f_204975.jpg
                                      Rio Grande do sul

  Talvez,a humanidade tenha acelerado este processo com sua ânsia em artificializar o mundo e construir coisas sem saber muito bem o que causou na natureza.

http://aconteceunovale.com.br/portal/wp-content/uploads/2014/03/barragem_seca_31.jpg
                                         Região Sudeste

  Nos resta esperar o fim deste ciclo ou Era, na qual, vivemos. Onde muitos já enxergam um final eminente, com passagens reveladas em escritos antigos e muito bem guardados pelos museus e pela ciência.
  Enquanto dormimos encima de um barril de pólvora. 

Elder Prior